CONVIDADOS INTERNACIONAIS

Macarena-G-G_edited_edited.jpg

Macarena García-González

Professora da Pontificia Universidad Católica de Chile (Chile)

Pesquisadora titular do Centro de Estudos Avançados em Justiça Educacional da Pontificia Universidad Católica de Chile, onde investiga as relações cambiantes entre literaturas, materiais culturais e infâncias. É autora de duas obras referenciais - The Stories We Tell Children about Immigration and International Adoption (Routledge, 2017) e Enseñando a sentir: Repertorios éticos en la ficción infantil (Metales Pesados, 2021) -, além de diversos artigos e capítulos de livros. Lidera a linha de pesquisa Desafiando a Homogeneidade em Espaços Educacionais e a @esotbn - plataforma intergeracional colaborativa de recomendação de literatura infantil e outras obras culturais. Coordenou o 25º Congresso da IRSCL "Aesthetic and Pedagogic Entanglements", em 2021, e é membro do conselho executivo desta sociedade.

André Letria_edited_edited.jpg

ANDRÉ LETRIA

Autor e ilustrador de livros ilustrados (Portugal)

Nascido em Lisboa, em 1973, é ilustrador e já fez cenografia para teatro e cinema de animação. As suas ilustrações preenchem páginas de livros e jornais desde 1992. Ganhou o Prêmio Gulbenkian, o Prêmio Nacional de Ilustração, um Award of Excellence for Illustration, atribuído pela Society for News Design (EUA), medalhas de prata e bronze do Children’s Book Annual, da revista americana 3×3, entre outros. Tem livros publicados em diversos países, como EUA, Brasil, Espanha ou Itália. Participou em exposições como a Bienal de Bratislava, a Exposição de Ilustradores da Feira de Bolonha. Foi membro do Júri do Prêmio Digital da Feira do Livro Infantil de Bolonha. Em 2006, criou o Farol de Sonhos - Encontro sobre o Livro e o Imaginário Infantil e, em 2010, fundou a Pato Lógico - editora independente que faz livros com asas e ideias sem idade. É ilustrador dos títulos Domingo vamos à luzSe eu fosse um livro, Outono, Partida, Degelo, Teatro e A Guerra. O livro Mar, com ilustrações suas e texto de Ricardo Henriques, recebeu em 2014 uma menção dos Bologna Ragazzi Awards, na categoria "Não Ficção".